A tradição e benefícios do bacalhau na Sexta-Feira Santa

A tradição e benefícios do bacalhau na Sexta-Feira Santa

Independentemente de sua religião, com certeza você conhece a tradição de não comer carne na Sexta-Feira da Paixão, pois a data é guardada para os peixes, principalmente para o bacalhau. Mas de onde vem esse costume?

Ele chegou ao Brasil na época do descobrimento. O hábito, porém, tomou forma após a chegada da família real portuguesa, em meados do século XIX. Isso porque o bacalhau era prático para ser salgado e desidratado, fazendo com que o peixe fosse armazenado para durar mais tempo sem estragar. Com o passar do tempo, alguns costumes da Quaresma se perderam, mas comer bacalhau na Sexta-Feira Santa se mantém forte.

Além da tradição do consumo, o bacalhau garante grandes benefícios à saúde, pois é rico em vitaminas e sais minerais, indispensáveis para uma boa alimentação. Ele possui baixo teor de gordura e é rico em proteínas de alto valor biológico. Além dos elevados teores de vitaminas A, E, B6 e B12, fósforo, cálcio, magnésio e ômega 3. Ou seja, comer bacalhau é um hábito saudável para o corpo não só na Sexta-Feira Santa.

Reserve a data

O feriado, no Brasil, geralmente é o dia em que a família se reúne à mesa, em especial no almoço, para celebrar o momento. Em Juiz de Fora, diversos restaurantes vão oferecer um cardápio especial, com pratos de dar água na boca. Faça sua reserva pelo aplicativo Reservatio. Lá você poderá conferir a lista completa dos restaurantes.